Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
24 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57371 )
Cartas ( 21181)
Contos (12601)
Cordel (10136)
Crônicas (22254)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44125)
Humor (18583)
Infantil (3845)
Infanto Juvenil (2801)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138536)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4944)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Pichador -- 15/12/2002 - 12:00 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
No programa de Márcia, A HORA DA VERDADE, dia 13/12, os pais de um delinqüente foram protestar porque seu filho, um pichador, acabou sendo pichado, ao ser pego com a mão na massa, fazendo o que ele mais gosta, esse vandalismo que tanto enfeia as cidades da capital.

Enquanto os adolescentes estiverem sendo encobertos pelos pais ou até apoiados, consciente ou inconscientemente, eles continuarão a aprontar, eles sempre procuram limites, pois a falta de educação doméstica impera entre eles, cuja negligência dos pais geram problemas sérios no futuro, onde as pessoas com mais idade não são respeitadas, são agredidas verbalmente com todo tipo de palavrão, assassinam colegas de Colégio, ameaçam professores, já saem de casa bebendo para mais uma noite de farra, passa a noite na rua sem dar um mínimo de explicação, ainda zombam dos pais quando são questionados, dormem fora com a “galera”, e os pais quando se apercebem do grande “pepino” que eles vão descascar, entram em um sério conflito com eles, pois não é de uma hora para outra que devemos zelar pelo nosso filho, isso é um processo muito longo, não estamos adestrando um cão ou um pato, para fazer o que queremos.

Os jovens são questionadores por natureza, com aquela sutileza de um elefante, não têm pena de ninguém, na mesma hora que estão brigando e se agredindo, estão de mãos dadas na maior amizade, são totalmente inconstantes.

Portanto devemos velar pela educação do nosso pimpolho desde cedo, antes que ele pense em um dia em se virar contra você.

A vida é bonita e deveras interessante, com todas as dificuldades do mundo, a violência começa em nosso lar, portanto vamos prestar atenção e dar o devido amor aos nossos filhos, sem esquecer das suas companhias, de ouvir o que eles pensam , o que eles sonham, sem esquecer de impor os devidos limites.



Marcelo de Oliveira Souza

12/12/2002

No programa de Márcia, A HORA DA VERDADE, dia 13/12, os pais de um delinqüente foram protestar porque seu filho, um pichador, acabou sendo pichado, ao ser pego com a mão na massa, fazendo o que ele mais gosta, esse vandalismo que tanto enfeia as cidades da capital.

Enquanto os adolescentes estiverem sendo encobertos pelos pais ou até apoiados, consciente ou inconscientemente, eles continuarão a aprontar, eles sempre procuram limites, pois a falta de educação doméstica impera entre eles, cuja negligência dos pais geram problemas sérios no futuro, onde as pessoas com mais idade não são respeitadas, são agredidas verbalmente com todo tipo de palavrão, assassinam colegas de Colégio, ameaçam professores, já saem de casa bebendo para mais uma noite de farra, passa a noite na rua sem dar um mínimo de explicação, ainda zombam dos pais quando são questionados, dormem fora com a “galera”, e os pais quando se apercebem do grande “pepino” que eles vão descascar, entram em um sério conflito com eles, pois não é de uma hora para outra que devemos zelar pelo nosso filho, isso é um processo muito longo, não estamos adestrando um cão ou um pato, para fazer o que queremos.

Os jovens são questionadores por natureza, com aquela sutileza de um elefante, não têm pena de ninguém, na mesma hora que estão brigando e se agredindo, estão de mãos dadas na maior amizade, são totalmente inconstantes.

Portanto devemos velar pela educação do nosso pimpolho desde cedo, antes que ele pense em um dia em se virar contra você.

A vida é bonita e deveras interessante, com todas as dificuldades do mundo, a violência começa em nosso lar, portanto vamos prestar atenção e dar o devido amor aos nossos filhos, sem esquecer das suas companhias, de ouvir o que eles pensam , o que eles sonham, sem esquecer de impor os devidos limites.



Marcelo de Oliveira Souza

12/12/2002

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui