Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
82 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57103 )
Cartas ( 21170)
Contos (12601)
Cordel (10092)
Crônicas (22211)
Discursos (3136)
Ensaios - (9014)
Erótico (13402)
Frases (43751)
Humor (18482)
Infantil (3790)
Infanto Juvenil (2713)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138312)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4889)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->NÃO SEJAMOS FANÁTICOS, COLEGA! -- 31/10/2003 - 16:38 (ANTICRISTO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Não sou partidário de ninguém, mas também não sou contra sem nenhuma razão. Segue o que tenho a dizer do pedido abaixo: “Só pediria ao Sr. Anti Cristo, Anti-tabagismo, anti-tudo, que se abstivesse de citar os EUA como exemplo. É contra producente e tem efeito inverso. É como citar o Maradona como exemplo de esportista” (Beatriz, puxasaquismo é prejudicial à saúde). A superioridade dos Estados Unidos sobre o resto do mundo não vem da coragem dos americanos, nem da maldade, muito menos da bondade. Os Estados Unidos dominam atualmente o mundo com duas coisas: poder econômico e alta tecnologia. Dizer que lá não está o ponto alto do poder científico é fanatismo infantil. Agora, querer afirmar que as descoberta e criações científicas vindas dos Estados Unidos não têm valor algum é um dos maiores exemplos de estupidez. Se muitos americanos não ouvem os cientistas e se matam, isso não desmerece os cientistas, mas só mostra a imbecilidade dos que não dão importância à ciência. Eu não diria que Bush seja bom, nem que eles façam alguma coisa em nosso favor; porque eles só querem aproveitar o que puder de todos nós. Mas, deixar de aproveitar o que eles criam de bom é perder duas vezes. Quanto ao Maradona, ele jogava muito bem. A sua estultícia foi tentar ficar ainda melhor à custa de droga. Acabou perdendo o que tinha de bom. Isso fazem todos os que consideram chatos os que mostram os perigos das drogas e pensam que elas são o melhor caminho. Sejamos sensatos. Ser imparcial é melhor. Não deixo de combater o tabagismo, porque é a pior coisa que o homem inventou. Se convivo com os fumantes, estou me prejudicando. Então, quero manter distância e ajudar a quem não quer se destruir. Assim, estarei beneficiando a mim também. Chato é quem se intromete até nas informações que os outros divulgam.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui