Usina de Letras
Usina de Letras
21 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61949 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10254)

Erótico (13559)

Frases (50353)

Humor (19993)

Infantil (5387)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140710)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Erotico-->AS ETAPAS DO AMOR -- 18/10/2000 - 15:02 (ADÃO JORGE DOS SANTOS) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
AS ETAPAS DO AMOR

Tudo pronto. Todos os objetivos alcançados. Era
só consumar o fato. Foram meses de cerco.
Incontáveis e enfadonhos jantares, centenas de
rosas enviadas com falsas declarações de amor,
tudo feito ate o momento em que ela disse sim.
- Ok ! Vamos ao seu ap ou ao meu, perguntou ela,
me olhando com uns olhos estranhos.
- Para o meu, respondi rapidamente, antes que ela
mudasse de idéia.
A noite prometia ser das melhores. Eu já estava
cheio de idéias, só pensava nela e no que
escondia embaixo daquele vestido curto. Ela era
o meu sonho de consumo.
Assim que chegamos fui logo preparar uma bebida
para nós. Coloquei uma música romântica para
criar um clima aconchegante. Deixei apenas a luz
tênue do abajur iluminando o quarto. Pode parecer
arrogância minha, mas eu não estava nervoso.
Tudo estava indo conforme havia planejado, nada
poderia dar errado.
Passado algum tempo, antes que eu pudesse fazer
alguma coisa para impedir, ela surgiu
completamente nua na minha frente. Nua. Qualquer
homem ficaria feliz com aquela cena. Ela estava
maravilhosa, pronta para o uso, como dizia um
amigo meu. Mas acontece que eu tenho minhas
manias. E uma delas era que eu gostava de
tirar as roupas delas, era uma espécie de ritual
que gostava de seguir. E ela simplesmente me
privou deste momento supremo.
Realmente não era para ser assim. Não era mesmo.
Talvez ela fosse do tipo liberal, e quisesse
facilitar as coisas ficando nua, e que não dava
a mínima para o pudor.
Ela havia deixado para trás a primeira fase da
sedução e sem perceber a conseqüência que seu ato
havia produzido em mim, sorria maliciosamente.
Olhei para ela e foi como tivesse recebido um
balde de água fria no rosto. Todo o tezão que
estava acumulado em meu corpo, rapidamente
desapareceu.
Eu confesso que não sabia o que fazer. Tinha na
verdade duas alternativas: prosseguir com ela
nua e ignorar a etapa perdida, ou então, em
último caso, pedir para que tornasse a se vestir,
para que eu pudesse fazer a coisa certa.
Enquanto pensava numa solução, ela se aproximou
e antes que pudesse esboçar reação, fui
completamente dominado.Era impossível resistir
a tanto assédio e como diz aquele ditado,"a carne
é fraca", e fraquejando de corpo e alma, sucumbi
a tentação e me deixei levar.
Depois do ato consumado, com um cigarro entre
meus dedos, e olhando o corpo nu ao meu lado,
percebi que pular algumas etapas não era uma
coisa assim tão terrível. Então, antes que ela
saísse da cama, lhe pedi ao pé do ouvido que
tinha um desejo. Ela sorriu e foi vestir-se. A
noite ainda era uma criança.

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui