Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
128 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57014 )
Cartas ( 21168)
Contos (12608)
Cordel (10074)
Crônicas (22188)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13394)
Frases (43611)
Humor (18448)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2676)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138217)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4847)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Sampa-desabafo -- 25/10/2009 - 18:01 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Sampa-desabafo



Barbárie doméstica

esta que inventas:

teus seres que moram

tão dentro de um terno...



Mulheres de salto

com quase gravata

que levam na pasta

dormidos desejos.

Os beijos...

Ou beiços?



Eu sei do chinelo,

do espelho,

da dança:

do homem da pança

que varre a calçada.

Do bairro e da estrada.



Te canto por nada,

por tudo que abraças:

as luas e as praças

e o céu de fumaça!

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 222 vezesFale com o autor