Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
47 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59060 )

Cartas ( 21235)

Contos (13083)

Cordel (10287)

Crônicas (22190)

Discursos (3163)

Ensaios - (9412)

Erótico (13484)

Frases (46422)

Humor (19255)

Infantil (4425)

Infanto Juvenil (3685)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138173)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5503)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->PENUMBRA ATREVIDA! -- 24/05/2009 - 14:20 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131438351098041300






PENUMBRA ATREVIDA!

Silva Filho



Mais uma vez... o meu verso te abraça,

Te ausculta, te tateia e te devora...

E como prova real de que te adora

Teu perfume, o poema, ainda grassa.



Faço preposto, deste verso, meu amigo

Pra declarar o amor... à minha Musa.

Sempre cordato, não discute, não recusa

E em teu peito vai abrindo um postigo.



Há sintonia... entre versos e amantes

E uma canção toda noite é ouvida

Nas entranhas dos desejos ambulantes.



E então... pra não negar sua guarida...

Vem mi’a verve te doar esses instantes

Como clímax... na penumbra atrevida.



/aasf/





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 317 vezesFale com o autor