Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
188 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58147 )
Cartas ( 21211)
Contos (12856)
Cordel (10239)
Crônicas (22090)
Discursos (3147)
Ensaios - (9227)
Erótico (13452)
Frases (45299)
Humor (18938)
Infantil (4161)
Infanto Juvenil (3234)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138718)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5252)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->O Louco -- 19/04/2009 - 00:19 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos




O Louco



Um senhor em plena rua

com as botas penduradas

circulava como um vivo

conversando quase nada.



Confundia a madrugada

com a festa na calçada:

sem querer, e sem licença

a noite toda

devorava.



Uma moça

-que acordara-

bem cordata e nada rara

atirou-lhe da janela

umas frases

malcriadas...



Recolheu-as

O mendigo

Como beijo que se agarra...

“obrigado”- disse o pobre.

“Eu sou louco e tu;

malvada”!

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 323 vezesFale com o autor