Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
168 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59060 )

Cartas ( 21235)

Contos (13083)

Cordel (10287)

Crônicas (22190)

Discursos (3163)

Ensaios - (9412)

Erótico (13484)

Frases (46422)

Humor (19255)

Infantil (4425)

Infanto Juvenil (3684)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138173)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5503)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->INSENSATEZ -- 28/02/2009 - 09:51 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131438350513712000




INSENSATEZ

Silva Filho







Quanta insensatez na vida

Foi um grande desvario

Por um ímpeto selvagem

Como as águas de um rio

Um amor em correnteza

Me deixou triste e vazio.



Quantos sonhos sepultados

Antes do amanhecer

Qual menino agitado

Que exige o que comer

Me perdi nas imprudências

Não deixei acontecer.



Como dói a solidão

Esse estranho sentimento

Restando ao coração

Um sussurro para o vento

Enviando uma mensagem

Como quer o pensamento.



Loucuras de amor à parte

Sempre dei o meu carinho

Não vou tentar entender

O estrago em nosso ninho

Nunca tentei magoaste

Se fiz papel de espinho.



Não sei se vou te esquecer

Pois teus sonhos eram meus

Enquanto tu foste minha

Meus segredos eram teus

Agora quem tanto amou

Deixa aqui um triste adeus.



Até as pedras se encontram

Diz o dito popular

Quem sabe... em algum porto

Algo novo vá lembrar

O amor que se perdeu

Nas águas do bravo mar.



/aasf/

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 337 vezesFale com o autor