Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
131 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57032 )
Cartas ( 21169)
Contos (12596)
Cordel (10075)
Crônicas (22194)
Discursos (3134)
Ensaios - (8999)
Erótico (13394)
Frases (43630)
Humor (18451)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2683)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138226)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4849)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->O caminho da Joaninha -- 29/01/2009 - 02:08 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


O caminho da Joaninha.



Nada importou-lhe:

chuva, seca,

sol de rachar.

Poeira do caminho marrom

e chutes dos pirralhos com a bola.



Não vinha nada.

Nada de flores ou folhas,

pedras,

formigas com caras de bravas.

Seu passo pequeno e seguro

minúsculo andar milimétrico

não ia arrastar coisa alguma.



Mas ela só tinha paciência.



Por fim revelou-se o caminho

e as flores do nada surgiram.

Por que temeria os grosseiros

se enfim todo o parque era seu?

Chegara depois dos invernos,

andara –quem sabe?- países...



Restava-lhe ainda o outono

e um ano de vida e sossego.



Depois –quando tudo parasse-

e a Terra por fim a chamasse

daria seu corpo às raízes

e a alma - num raio-

aos que amassem!

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 348 vezesFale com o autor