Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
126 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58137 )
Cartas ( 21211)
Contos (12854)
Cordel (10239)
Crônicas (22080)
Discursos (3147)
Ensaios - (9225)
Erótico (13452)
Frases (45281)
Humor (18935)
Infantil (4153)
Infanto Juvenil (3230)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138695)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5249)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Busca e Tempo -- 13/01/2009 - 23:53 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Busca e Tempo



Como deixaste teu barco

meio à deriva e ao acaso

passado o tempo sem nada

verifiquei teu atraso.



Aqui da beira eu olhando

deixei relógio e casaco

para buscar no oceano

alguma marca ou retrato.



Mas como o tempo é malvado

não tem perdão nem agrado;

adormeceu sob os mares

o coração e os recados.



Uma paixão atrevida

que se esgotou, quase nua...

que se voltar não é a mesma

mas brinca assim, de ser tua.



Não por carinho , por coisas

nem teimosia ou espaços.

Mas por saber que roubaste

umas poesias e a lua.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 334 vezesFale com o autor