Usina de Letras
Usina de Letras
25 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61949 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10254)

Erótico (13559)

Frases (50353)

Humor (19993)

Infantil (5387)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140710)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Onde eu errei? -- 17/10/2008 - 02:02 (Ana Maria de Oliveira Ramos) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Onde eu errei?



Olhando agora só vejo insegurança

Nos atos e nas faces tão queridas

Sem saber onde buscar guarida

Perdidos pela noite da amargura

Sozinhos, sem destino e esperança

Atordoados, tão sem estrutura



Indago sobre o maldito exemplo

O que faltou pra se achar o acerto?

As omissões verbais sem desconcerto

Ou os espelhos de atitudes vivas?

Herança transmitida pelo tempo?

Que anularam exemplos de assertivas?



E o que fazer com tanta dor intensa,

Com tanto medo e perda de conduta?

Se por um lado, insegurança imensa

No outro extremo, angústia, incerteza,

Tudo não ter, e ver perder a luta

Sentir o âmago repleto de tristeza?



E me pergunto por que interferi

Com atitudes e com permissões

Ou por mil vezes em que me omiti?

Com meus exemplos de passividade

E os pensamentos chegam aos montões

Interferindo em minha sanidade



E, no entanto, cenas do passado

Libertam a dor e trazem a verdade

Não sofrer tanto só por ter tentado

Fazer feliz, não me sentir culpada

Encobrir fatos da realidade

Para poupá-los por não ser amada



Em 17/10/2008.

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui