Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
213 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58098 )
Cartas ( 21211)
Contos (12859)
Cordel (10239)
Crônicas (22077)
Discursos (3147)
Ensaios - (9222)
Erótico (13451)
Frases (45241)
Humor (18924)
Infantil (4144)
Infanto Juvenil (3223)
Letras de Música (5502)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138674)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5243)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->A qualquer Custo -- 13/10/2008 - 02:51 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


A QUALQUER CUSTO



Com alguns anos

todos os sonhos parecem possíveis

e os obstáculos

os fortalecem.

Criam-se armas invencíveis

dentro das entranhas

e aprende-se a enfrentar

a qualquer custo (ou quase isso).



Depois de alguns anos,

ficamos um pouco menores.

Olhamos no espelho

e a imagem do guerreiro

parece suave.

Os sonhos que nos armavam

assumem cara de sonho

e aprende-se a relevar

a qualquer custo (ou quase isso).



Ainda depois- se temos depois-

entendemos

que vamos com a vida.

Que tivemos que deixar

uns pedaços no caminho

e que os que trouxemos

nem sempre seriam os escolhidos.

Mas os sonhos que criamos...

esses seguem-nos para sempre.

E aprende-se a mantê-los vivos

a qualquer custo – não quase;

mas exatamente a qualquer custo!

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 352 vezesFale com o autor