Usina de Letras
Usina de Letras
26 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59271 )

Cartas ( 21241)

Contos (13147)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9463)

Erótico (13486)

Frases (46709)

Humor (19312)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138414)

Redação (3059)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5563)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->JURO QUE VI -- 20/09/2008 - 00:43 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Vi um corpo estranho no céu.

No céu de São Paulo eu vi.

Seria um bólide brilhante?

Os Russos espiando nós?

Ou poeira cósmica talvez?

Seria um super-qualquer coisa?

Ou fragmentos minerais?

Ví um corpo estranho no céu,

eu estava la no viaduto do chá,

no céu de São Paulo eu vi.

Talvez um cisco no olho?

O planeta Halley abortado?

Ou uma castástrofe nuclear,

Arregalei bem os olhos,

e não acreditei no que vi,

não era miragem,era real,

era uma estrela luzindo,

no céu de São Paulo,

la do viaduto do chá...

juro que vi.





Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 420 vezesFale com o autor