Usina de Letras
Usina de Letras
38 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59274 )

Cartas ( 21241)

Contos (13148)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9463)

Erótico (13486)

Frases (46710)

Humor (19312)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138414)

Redação (3059)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5563)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->QUANTO(AS) VIVEM EM FUNÇÃO DELAS? -- 01/03/2021 - 06:53 (GERMANO CORREIA DA SILVA) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

QUANTOS(AS) VIVEM EM FUNÇÃO DELAS?

 

 

Dizem que a mentira tem pernas pequenas

E que em dados momentos consegue até voar

Induz seus adeptos a voarem sem ter penas

Ou a ficarem o tempo todo de papo para o ar

 

Outros dizem que a mentira não vai muito além

Em sendo isso verdadeiro faz muito sentido

Mas pensar que uma mentira às vezes faz bem

É uma falsa ilação e um grande desmentido

 

As verdades e as mentiras podem ser refutadas

Quando são revestidas de argumentos robustos

Muitas vezes ambas tendem a ser transmutadas

Ao criarem provas falsas mui lesivas aos justos

 

As mentiras e/ou fake news andam abraçadas

E quem as produz faz muito mal ao agir assim

Enganam a si mesmos(as), são almas penadas

E aos poucos vão cavoucando o seu próprio fim

 

As mentiras inofensivas às vezes fazem bem

Mas sempre são usadas omitindo uma verdade

Geralmente elas tendem a “blindar” alguém

E assim legitimam essa vã necessidade

 

As mentiras repetidas tendem a virar verdade

Mas dependerão de sua fonte, evidentemente

E quando são usadas com astuta sagacidade

Têm sua eficácia, mas nunca perenemente

 

Mitomaníacos vivem da mentira no seu dia a dia

Mas um bom psicoterapeuta poderá auxiliá-los

A descobrir as motivações para essa “fantasia”

E com empatia e persistência tenderá curá-los

 

A maioria não vê que a mentira não lhe faz bem

Tampouco consegue ficar sem fazer o uso dela

Quiçá, uma mão amiga possa ir bem mais além

E consiga evitar que eles caiam numa esparrela

 

Esqueçamos os mitomaníacos com sua “fantasia”

E tratemos agora dos mentirosos profissionais

Dos que empregam a inverdade no seu dia a dia

Para auferirem proveito para com seus ideais

 

Muitos deles passam sua vida enganando o povo

De modo sistemático, e sem qualquer parcimônia

Programando-se ano a ano, a fazerem tudo de novo

Muito convictos do que “pretendem” e sem cerimônia

 

Já um adágio popular nos diz que uma inverdade

Tem suas pernas curtas e sempre será descoberta

Mas o que dizer de quem mente com naturalidade

Achando que sempre esteve fazendo a coisa certa?

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 17Exibido 88 vezesFale com o autor