Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
51 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59051 )

Cartas ( 21235)

Contos (13079)

Cordel (10287)

Crônicas (22189)

Discursos (3163)

Ensaios - (9405)

Erótico (13483)

Frases (46402)

Humor (19251)

Infantil (4424)

Infanto Juvenil (3677)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138151)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5498)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->TIPOS DE MORCEGO -- 01/01/2021 - 13:11 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

Há dois tipos de morcego

Hemófago e frugívaro

Esse último também

É chamado de piscívoro

Mas por aqui foi transformado

E surgiu o tipo “lagostívaro”

 

Que também gosta de vinho

E habita em Brasília

Morando em um palácio

Cercado de buganvília

Com muito luxo e riqueza

E fabulosa mobília

 

Desse tipo de morcego

Que sofreu transmutação

Nasceram algumas crias

Onze vieram da gestação

Mas esses poucos vampiros

Já dominar a Nação

 

Veem das fezes do morcego

Vírus, bactérias, parasitas.

Os parasitas estão

Naquela corte maldita

Que com a transmutação

Por não ter asa levita

 

Os vampiros botaram togas

Devido a mudanças genéticas

Sofridas na transformação

A principal falta de ética

Há muito deixada de lado

Por causa da aritmética

 

Pra picada de morcego

Tem-se que tomar vacina

Para não contrair a raiva

É melhor que se previna

Esse é procedimento

Bem antigo na medicina

 

Contra parasita não há

Prevenção antecipada

Se tomar um bom purgante

É a receita indicada

Para expelir os vermes

E resolver a parada

 

Mas pra onze novos morcegos

Surgidos recentemente

A medicina ainda não tem

Um remédio eficiente

Até o povo já pesquisa

Como repelir esses entes

 

Dos onze um já idoso

Da toca foi retirado

Mas antes até quiseram

Que ele não fosse mudado

Mas para sua substituição

Veio um morcego adequado

 

Os novos tipos de morcego

Sofreram outras mudanças

Nasceram morcegos menores

Mas de grande semelhança

Há poucos dias um foi pego

Por causa de suas lambanças

 

Isso trouxe esperança

Pra estudos acadêmicos

Podendo surgir vacina

Pra esse problema endêmico

O país ter anticorpos

Sem sangue ficar anêmico

 

Pra facilitar estudo

Nomearam alguns morcegos

Identificar cada vírus

Para nos dar mais sossego

A vacina ser eficiente

Ter melhor o seu emprego

 

Pra vírus Boca de Caçapa

Por ser muito resistente

Não foi ainda desenvolvida

Uma vacina eficiente

O remédio é o Senado

Que não é recipiente

 

Para o vírus Polaco

Pra ter origem na Europa

Seu estudo será feito

Por Exército e sua tropa

Pra vírus Narco Aurélio

Remédio vem antes da copa.

 

Tem um caso bem mais fácil

Que é do Bento Carneiro

E chá de alho resolve

Por ser vampiro brasileiro

Já para Oxigenada

Não há remédio caseiro

 

Beija Pé e PCC

E Também Carmem Miranda

Se resolver com macumba

Ou despacho de quimbanda

Para Boca de Veludo

O negócio já desanda

 

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

FORTALEZA, JANEIRO/2021

 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 25Exibido 42 vezesFale com o autor