Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
202 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58715 )
Cartas ( 21228)
Contos (12992)
Cordel (10259)
Crônicas (22156)
Discursos (3160)
Ensaios - (9339)
Erótico (13468)
Frases (45913)
Humor (19098)
Infantil (4327)
Infanto Juvenil (3505)
Letras de Música (5466)
Peça de Teatro (1333)
Poesias (137828)
Redação (3035)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2425)
Textos Jurídicos (1942)
Textos Religiosos/Sermões (5404)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->TÁ CHEGANDO A ELEIÇÃO E NÃO SEI EM QUEM VOTAR -- 04/10/2020 - 20:37 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

Desculpe voltar ao tema

O ano tem novo aspecto

E estou mais circunspecto

Pois aumentou meu dilema

Como resolver o problema?

Justiça proibiu mostrar

Cara de bandido no ar.

Como escolher então?

Tá chegando a eleição

E não sei em que votar

 

Até mesmo vendo o rosto?

Só elegemos cretinos

Anta, Molusco, asininos.

Todos não passam de encostos.

Trazendo apenas desgosto.

Por que não se entregar

O País à Beira-mar?

Traficante, não ladrão.

Tá chegando a eleição

E não sei em que votar.

 

Se não podemos ver a cara

De bandido na TV

Como podemos fazer

Para escolher nesta seara

De maneira muito clara

Quem vai nos representar

Se não se pode mostrar

Bandido neste lugar

Tá chegando a eleição

E não sei em que votar.

 

Eleger governo fraco

Sem ter qualquer competência

Mas que teve anuência

Só por ser um puxa-saco

Que vai no levar pro buraco

Acabando com Ceará

Quem pode nos amparar

Sem roubar o nosso pão?

Tá chegando a eleição

E não sei em que votar.

 

Agora essa pandemia

Para nos roubar mais ainda

Para os canalhas é linda

E trouxe muita alegria

Acabar com Economia

Pois podem mais roubar

Sem ter que se explicar

Por não ter licitação

Tá chegando a eleição

E não sei em que votar.

 

Só termina a pandemia,

Que nos pôs numa prisão,

Muito perto da eleição

Quando darão alforria

Ao povo em agonia

Vão dar até caviar

No almoço e no jantar

Manteiga pra pôr no pão

Tá chegando a eleição

E não sei em que votar.

 

Não derrubam Bolsonaro

Pois aqui virou um Mito

E anda fazendo bonito

Corrupto vai tomar no aro

Sem precisar de disparo

Aquele que o for ajudar

Pode com meu voto contar

Pois já fez transposição

Tá chegando a eleição

Já sei em que vou votar.

 

 

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

FORTALEZA, SETEMBRO/2020

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 25Exibido 57 vezesFale com o autor