Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
212 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58157 )
Cartas ( 21211)
Contos (12857)
Cordel (10239)
Crônicas (22094)
Discursos (3147)
Ensaios - (9229)
Erótico (13452)
Frases (45305)
Humor (18938)
Infantil (4161)
Infanto Juvenil (3234)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138720)
Redação (2996)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5252)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->ESQUERDA NÃO QUER CLOROQUINA, QUER PROPINA -- 01/09/2020 - 04:54 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Pra tratar a pandemia

Médico usa cloroquina

Porém esquerda é contra

Por não combinar com propina

Mas querem liberar drogas:

Maconha, crack, cocaína.

 

Chegam a comemorar

Surgimento da pandemia

Não preocupando com morte

Nem com a economia

Pra quem matou milhões

Isso é só uma fatia.

 

Famoso presidiário

Que foi nosso presidente

Em alto e em bom tom

Falou para toda gente

Ainda bem que há o vírus

Mata de modo inclemente.

 

Depois veio pedir desculpa.

Pra ele não há redenção.

Ainda mais com o que fez

Roubando nossa Nação

E o lugar do bandido

Deve ser mesmo a prisão

 

O povo está sofrendo

Um grande desassossego

Gente morrendo de fome

Outro perdendo o emprego

Se não fosse Bolsonaro

Já se comia morcego.

 

Se não tivermos cuidado

Uma nova Venezuela

Vai ser tornar o Brasil

Vivendo à luz de vela

Esse país varonil

Vai virar grande favela

 

Até Marcelo Crivela

Já reconhece o abuso

Está liberando igrejas.

Mas aqui de modo escuso

Compraram respiradores

Com preços muito confusos.

 

A PF entrou no fuso

Com operação dispneia

Pra desmascarar quadrilha

Verdadeira gonorreia

Formada alguns políticos

Que compõem essa alcateia

 

Com membros na Pauliceia

Onde João Doria e Covas

Toda sua população

Já mantém numa enxova

Passando necessidade

Onde falta até pacova.

 

Enquanto isso nesta ova

Só falam que Bolsonaro

Disse alguns palavrões

E o povo tomando no aro,

Perseguido por aqueles

Que devia nos dar amparo.

 

 

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

FORTALEZA, JULHO/2020

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 25Exibido 20 vezesFale com o autor