Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
119 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57060 )
Cartas ( 21170)
Contos (12604)
Cordel (10081)
Crônicas (22199)
Discursos (3134)
Ensaios - (9004)
Erótico (13395)
Frases (43652)
Humor (18457)
Infantil (3773)
Infanto Juvenil (2690)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138248)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4855)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Cidade -- 03/05/2008 - 21:17 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


CIDADE



Entre ruidos de almas

que escuto

ela parece

contar seus dramas.

Traz cimentado esqueleto

conduzido entre os braços da calçada.

É num feriado vazio

que entrega seu corpo à ressaca.



Descubro outros tantos ouvintes.

Há os descalços que dormem

como pagando alguns crimes.

Crimes com dentes de fome

sem assistência oportuna.

Acho que pedem clemência...

Sabem segredos das almas:

ouvem seus choros nas ruas!

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 406 vezesFale com o autor