Usina de Letras
Usina de Letras
20 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61956 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10258)

Erótico (13560)

Frases (50362)

Humor (19994)

Infantil (5388)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140713)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->O pecado -- 05/11/2002 - 16:43 (Ana Maria de Moura) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos








Observando a história do mundo, não é difícil perceber o desejo dos homens pelo poder. Mandar nos outros é uma tentação.



Fico imaginando os homens das cavernas. Não tinham como dizer ao outro :“quem manda aqui sou eu”, afinal, não tinham ao menos um dialeto em comum. Ficavam fazendo caras e bocas, bem feias, para amedrontar uns aos outros. Num determinado momento alguém partiu para a pancadaria, ganhou a luta e se tornou o rei do pedaço. E assim foi criado o domínio.



Com o tempo e a evolução, o homem foi se tornando mais racional e percebeu que bater em todo mundo não é fácil. Com o desenvolvimento da fala, surgiu o banquinho, que mais tarde ficou conhecido como palanque, palco, altar etc.



Foi subindo no banquinho que o homem percebeu que o poder pode ser exercido com palavras, sem escoriações, sem hematomas, sem ossos quebrados. Método indolor e infalível.



Sobre um banquinho, todos os homens teimam em prometer, acusar e coagir. Muita gente chama isso de inteligência, eu acho que é esperteza. Enfim, não importa, o que conta é que a grande descoberta da humanidade surgiu daí.



Para mandar nos outros, você precisa convencê-los de que você é o melhor. Isso é moleza, basta que todos se julguem muito ruins.



No método pancadaria é simples, basta ser o mais forte, mas no verbal é um pouco mais complexo.



È preciso provar que o outro tem defeitos e fraquezas. Ter defeitos é estar fora de um padrão, fraquezas são atitudes das quais não temos controle.



Assim surgiu o pecado.



Pecar é não seguir às regras que algum “deus’ segredou a algum líder, e somente a ele.

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui