Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
123 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57553 )
Cartas ( 21185)
Contos (12639)
Cordel (10186)
Crônicas (22293)
Discursos (3141)
Ensaios - (9094)
Erótico (13416)
Frases (44330)
Humor (18630)
Infantil (3917)
Infanto Juvenil (2862)
Letras de Música (5480)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138280)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4995)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->DANÇARINA -- 19/04/2008 - 23:38 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


DANÇARINA



Dançava a louca na rua

com toda a alma desnuda.

Os passageiros da noite

driblavam seu sujo porte

e numa quase pirueta

ela caiu na sarjeta.

Ficou deitada e sem canto

embora a voz meio baixa

como em resmungo de caixa

-como uma coisa mal feita-.



Do outro lado as pessoas

faziam fila na porta:

quem sabe algumas à toa

e algumas outras à janta;

com seus objetos de charme

e seus olhares de tédio.

Ninguém pergunta a ninguém

o que será da coitada

mas o importante é que agora

ela ficou bem calada...



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui