Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
105 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57395 )
Cartas ( 21182)
Contos (12616)
Cordel (10141)
Crônicas (22260)
Discursos (3139)
Ensaios - (9065)
Erótico (13414)
Frases (44153)
Humor (18595)
Infantil (3853)
Infanto Juvenil (2804)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138563)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2409)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4945)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Sabes quê? -- 15/04/2008 - 00:47 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


"SABES QUÊ?"



É que adoro tua forma

sem regras

de aceitar meus momentos malucos.

Como febre

que avança e domina

me transportas em mágico instante

-eu diria inclusive que existes

e que não tenho apenas miragens!-



Como é fácil

vagar pelo mundo

nestas chatas carroças de lata;

almejando chegar num recanto

e encontrar

teus pedaços intactos...

Teus fragmentos a mim designados:

já os conheço e os quero ao meu lado.



Como um surto de outono

esperado

desenhados contornos acodem...

Anunciam tua falta e me invadem;

creio ver tua figura e me engano.

Acreditas em contos de gente?

Se me queres fugimos ao parque...

Sinto ausência e engulo saudade!



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui