Usina de Letras
Usina de Letras
64 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59266 )

Cartas ( 21241)

Contos (13145)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9460)

Erótico (13486)

Frases (46705)

Humor (19310)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138412)

Redação (3058)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5562)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->CEGO ADERALDO (ASSUM PRETO) -- 10/02/2008 - 22:49 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Brasileiro nato

nascido no Crato(1)

profissão maquinista

um trem ingrato

lá em Baturité(2)

tirou-lhe a vista,

num voto de fé

tornou-se repentista(3)

cantador de profissão.

nosso menestrel maior

o destino o quis sem visão

pra ele assim cantar melhor.

****

pra minha rima ruim

lá do céu me observando,

irreverente e criticando

Aderaldo rimou assim:



"EU PRECISAVA DE UMA BESTA,

PORÉM UMA BESTA CAPAZ,

PROCUREI NO MUNDO UMA BESTA,

ENCONTREI ESTE RAPAZ,(benê)

MAS NÃO PRESTA PRA SER BESTA

PORQUE É BESTA DEMAIS."



01-Cidade do Ceará

02-Cidade do Ceará

03-Improvisador.Que executa qualquer musica ou

poema de repente.



POEMA DEDICADO AO CEGO ADERALDO (1878-1967)



Autor: Benedito Morais de Carvalho(benê)

Livro: Quase Poético (1994)







Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 502 vezesFale com o autor