Usina de Letras
Usina de Letras
25 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61956 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10258)

Erótico (13560)

Frases (50363)

Humor (19994)

Infantil (5388)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140713)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Erotico-->FADAS SAFADAS -- 10/06/2004 - 23:57 (ADÃO JORGE DOS SANTOS) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
FADA SAFADA

Era uma vez uma fada,
sarada e bem safada,
cansada de ser madrinha,
quis ser fada magrinha.

As fadas aladas,
das asas delgadas,
ordenaram a fada
que ficasse calada.

A fada madrinha
que queria ser magrinha,
não ficaria calada,
nem mal falada.

As fadas madrinhas
nascem destinadas
a proteger criançinhas,
de almas falhadas.

Não podem desertar,
são fadas fadadas,
fadadas e condenadas
a eternamente fadar.

Mas a fada encantada,
sarada e safada
não seguiria a saga
de fada acomodada.

Sentia-se incomodada,
totalmente fora da moda,
sonhava com as passarelas,
das páginas amarelas.

Fada seduzida,
fada safada,
fada falada,
fada repreendida.

A triste fada madrinha,
enfadada com a ladainha
das fadas moderadas,
todas gordas condensadas.

Então a fada madrinha,
que queria ser magrinha,
contentou-se com a sina dada,
uma vez fada, sempre fada.

AS FADAS NÃO SÃO SAFADAS,
SÃO FADAS MAL AMADAS
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui