Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
28 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57784 )
Cartas ( 21194)
Contos (12696)
Cordel (10211)
Crônicas (22323)
Discursos (3143)
Ensaios - (9130)
Erótico (13429)
Frases (44611)
Humor (18715)
Infantil (3977)
Infanto Juvenil (2918)
Letras de Música (5483)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138434)
Redação (2958)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1931)
Textos Religiosos/Sermões (5051)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->TEM CHEIRO DE POESIA -- 20/01/2019 - 22:36 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
TEM CHEIRO DE POESIA
.
A poesia se instala
em qualquer lugar do mundo
com um sentido profundo,
sem finitude de escala,
que se forma e se propala
como a natureza cria,
carregada de energia
que flui e não se dissipa.
ATÉ NAS PONTAS DE RIPA
TEM CHEIRO DE POESIA.
.
Glosa: José Dantas
Mote: Neto Ferreira
Comentários

CarlosAle  - 25/01/2019


A natureza banhada
na claridade da lua
se revela toda nua
com esmero desenhada
É pra ser apreciada
quando a noite principia
ou na luz do novo dia
que mais beleza antecipa
Até nas pontas de ripa
tem cheiro de poesia

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 69Exibido 74 vezesFale com o autor