Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
100 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57023 )
Cartas ( 21168)
Contos (12612)
Cordel (10075)
Crônicas (22188)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13394)
Frases (43615)
Humor (18448)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2679)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138224)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4848)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->FALTA (de você) -- 04/01/2008 - 01:15 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos




FALTA

(DE VOCÊ)



-ao Uósh/Wash-



Como é bom saber de ti quando chove

ou é de noite.

Numa fila, na conversa, numa esquina

ou no cinema.

Só queria usufruir

do direito de quem ama:

numas noites na semana ter você na minha cama.



Poderia ser de dia no calor que racha a vida.

Ou no frio -em desconserto-

quando o peito fica aberto.

Gostaria de agarrar

teus minutos descobertos, constatando esta paixão

quando menos desse tempo.



Dessa forma eu saberia que nós dois

não temos pressa.

Se possível, ter um ninho.

E se não, o nosso vinho.

(ao UOSH)

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 371 vezesFale com o autor