Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
111 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57005 )
Cartas ( 21168)
Contos (12596)
Cordel (10072)
Crônicas (22187)
Discursos (3134)
Ensaios - (8995)
Erótico (13393)
Frases (43601)
Humor (18446)
Infantil (3771)
Infanto Juvenil (2671)
Letras de Música (5469)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138212)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4847)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->CARONA com SARAMAGO -- 30/12/2007 - 10:06 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


CARONA com SARAMAGO



Disse Saramago :

“Somos todos escritores,

uns escrevem;

outros não”



Como sábio que elucida

-e que permite-

abençoa toda obra

e resplandece:

sábio é o homem

que se esquece

da grandeza que merece.



Como alívio às minhas preces

De escritora inconsequente;

(que pendura seus amores

em varais tão indulgentes):

tua frase me enobrece.

Eu te digo:

es um mestre.



Porque calças as sandálias

como um monge que enaltece

e nos levas pelos montes

às alturas do Everest.

Lá de cima percebestes

como a arte nos aquece.

E com frio, enobrece...



Pode ser arte pequena

como nestas : minhas cenas.

Pode ser arte que pode

-e movimenta multidões-

(Saramago, o Neruda,

Chico Buarque ou Camões...

Delirar com o Pessoa,

Ou voar: com nosso Andrade.

Com Cecília- as mulheres

tantos outros, grandes magos!)



Deste apê, janela e noite

- agradecendo o grande mestre-

ressuscito como gente

procurando o milenar.

Escrever, é como amar,

e um santuário para a vida

pode ser qualquer lugar



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 395 vezesFale com o autor