Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
98 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57005 )
Cartas ( 21168)
Contos (12596)
Cordel (10072)
Crônicas (22187)
Discursos (3134)
Ensaios - (8995)
Erótico (13393)
Frases (43601)
Humor (18446)
Infantil (3771)
Infanto Juvenil (2671)
Letras de Música (5469)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138212)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4847)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->LEMBRETE -- 29/12/2007 - 00:00 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos




LEMBRETE



ao Uósh



Aprimoro meus sentidos

como aranha

que procura em sua teia

algum radar.

Que haverá de acontecer

na lua cheia ; que terei;

como sereia -que afrontar?



As estrelas me amedrontam se não tenho

seu abraço

como marca a me tatuar,

seu abrigo-

com os olhos como pedras

a nascer dentro de mim – sem hesitar!

Não preciso da certeza do acertado..

Mas daquilo

que não tem onde ficar.

Como pobre que caminha sem abrigo

ou criança

que não tem com quem contar

nosso sonho lança um grito até a lua

e eu o imito – na esperança de te achar...



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 312 vezesFale com o autor