Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
53 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59142 )

Cartas ( 21236)

Contos (13107)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9441)

Erótico (13481)

Frases (46534)

Humor (19286)

Infantil (4462)

Infanto Juvenil (3733)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138253)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5528)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Tempo de Amar -- 15/12/2007 - 19:30 (Ulisses de Abreu) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Tempo de Amar







É tempo de ouvir o canto

Na voz nua da musa,

A musa de feérico efeito

Que a um estilo recusa



A musa da luz divina

Que mais encanta que tece

A moderna teia que ensina

E ao mesmo tempo empobrece



Não vale

A escola que mutila

E deixa o poeta perverso

Criar a antilira!

Criar o antiverso!



Não vale a flor sem cheiro

Fabricado no suor da labuta

Vale a que um sem dinheiro

Num improviso amputa.



Vale simplesmente o amor

Tal e como concebido

O coração de uma certa flor

Na seta de um tal cupido.





www.negociosearte.com.br

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui