Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
106 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57113 )
Cartas ( 21170)
Contos (12596)
Cordel (10092)
Crônicas (22212)
Discursos (3137)
Ensaios - (9017)
Erótico (13404)
Frases (43771)
Humor (18490)
Infantil (3792)
Infanto Juvenil (2720)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138319)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4892)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->DILEMA DE UM TORCEDOR -- 21/11/2017 - 15:40 (Germano correia da Silva) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

DILEMA DE UM TORCEDOR É triste ser um torcedor De time que jamais ganha E que só empata e apanha Pois só traz conflito e dor Misto de raiva e horror Isso nunca lhe faz bem Com placares muito aquém Aos colhidos pelos demais Jura não aguentar mais Esperar ano que vem... Brigar por coisas banais Essa tem sido sua luta Não ganha uma só disputa E nem desespera jamais Se seu time fica atrás Ele foca no próprio bem Vai aos estádios também Como todo mundo faz Jura não aguentar mais Esperar ano que vem... Seu time é um perdedor Daqueles de carteirinha Todo ano ele definha E tem perfil de sofredor Nunca mostrou seu valor Para a torcida que tem Só fica nesse vaivém De muito tempo atrás Jura não aguentar mais Esperar ano que vem Pensa em mudar de casaca Como outra “galera” fez Já que seu time é freguês E tem uma torcida fraca Que só sabe rodar catraca E nunca assusta ninguém Fica só dizendo “amém” Para os sarros dos rivais Jura não aguentar mais Esperar ano que vem... Quis até fazer promessa P’ra ver seu time ganhar Contudo, se ele apanhar O pedido não terá pressa Pois numa fase adversa Não haverá falso desdém E torcer pra time que vem Fraco, de outros carnavais Jura não aguentar mais Esperar ano que vem... Não diz para quem torcer Pois fica com muito medo Prefere guardar segredo A sérios riscos correr Quando a crise arrefecer Não irá temer ninguém Porque é apenas alguém Igual a seus ancestrais Jura não aguentar mais Esperar ano que vem

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui