Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
328 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57968 )
Cartas ( 21205)
Contos (12801)
Cordel (10235)
Crônicas (22053)
Discursos (3146)
Ensaios - (9196)
Erótico (13451)
Frases (45055)
Humor (18893)
Infantil (4104)
Infanto Juvenil (3148)
Letras de Música (5500)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138532)
Redação (2987)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2416)
Textos Jurídicos (1932)
Textos Religiosos/Sermões (5203)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->NAS ÁGUAS DA POESIA -- 19/11/2017 - 17:40 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

NAS ÁGUAS DA POESIA
.
O que gosto de fazer,
desenvolvo a minha arte,
realizo a minha parte
cumprindo com meu dever,
para o mundo conhecer
o trabalho que abraço,
me dedico, gosto e faço
com prazer e alegria.
NAS ÁGUAS DA POESIA
NÃO SOU CIRCO SEM PALHAÇO.
.
Glosa de minha autoria
Mote de Chico Mulungu
.
NAS ÁGUAS DA POESIA é um tema interessante, atraente, abrangente, sugestivo e inspirador, que sempre ME CHAMA A ATENÇÃO, visto ser o título do livro com 372 páginas, que escrevi há 18 anos em parceria com o poeta repentista DAUDETH BANDEIRA, no qual se encontram as seguintes estrofes:
.
A ÁGUA É FONTE DE VIDA,
é seiva fortificante,
um universo fecundo,
poético, exuberante,
sacia, flui, fertiliza,
deixa o mundo verdejante.
.
A ÁGUA é deusa selvagem,
pelos poetas cantada,
acolhida pelo solo
e pelo sol cristalizada,
e não nega as suas carícias
por mais que esteja gelada.
.
DA ÁGUA DOCE E POÉTICA,
quem beber se delicia,
pois nesta se abebere,
para nos dizer um dia:
bebi na fonte mais pura
DAS ÁGUAS DA POESIA.
.
Cai uma chuva de rimas
numa doce sinfonia,
um arroio de toadas
cadenciando harmonia
e um borbotão de versos,
redemoinhos emersos
DAS ÁGUAS DA POESIA.
.
A CULTURA sorri agradecida
toda vez que desponta um novo espaço,
sai do seu ostracismo e dá um passo,
festejando os sinais de nova vida,
cujo alívio na porta de saída,
desse cárcere letárgico e hibernal,
propicia o desejo triunfal,
que orienta o artista e o conduz.
QUEM PROMOVE A CULTURA TEM A LUZ
DA SUPREMA VISÃO UNIVERSAL.
.
Uma das 7 estrofes do poeta Rubenio Marcelo que abrilhantou as páginas do livro com o seu poema ODE ÀS ÁGUAS no mote de Daudeth Bandeira
.
Dos filões vertem líquidas correntes...
Que se escoam, fazendo rodopios,
Dando origem aos córregos e rios,
Abraçando fraternos afluentes...
Essas ÁGUAS, em proporções crescentes,
Percolando o solo rudimentar,
Vão tecer a paisagem do lugar
Em ditosa visão que se arvora...
O PLANETA TRANSPIRA, A NUVEM CHORA,
ROLAM RIOS DE PRANTO PARA O MAR...


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui