Usina de Letras
Usina de Letras
132 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62161 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10449)

Cronicas (22530)

Discursos (3238)

Ensaios - (10347)

Erótico (13567)

Frases (50573)

Humor (20027)

Infantil (5422)

Infanto Juvenil (4752)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140790)

Redação (3302)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1959)

Textos Religiosos/Sermões (6182)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->SER NORDESTINO -- 30/08/2007 - 15:01 (ZÉ CEARÁ) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Quando o sol no céu

Vem clarear

o matuto vai

tangendo a boiada

na cozinha

o cheiro de coalhada

no puleiro o galo

a cantar



No rádio a voz

Do canto nordestino

Uma viola

Entoa uma canção

De um boi

Preso numa exposição

Correndo rumo

Ao seu fatal destino



Amanhecer cercado

Dos minino

Ouvir no rádio

A velha toada

Dormir nos braços

Da mulher amada

Como é triste e bom

Ser Nordestino

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui