Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
129 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57033 )
Cartas ( 21169)
Contos (12596)
Cordel (10075)
Crônicas (22197)
Discursos (3134)
Ensaios - (8999)
Erótico (13395)
Frases (43631)
Humor (18453)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2685)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138230)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4851)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Todas as Manhãs -- 21/07/2007 - 17:08 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos




Todas as Manhãs



Pelas margens do trilho

alinhavo manhãs sonolentas

e carrego um coração adormecido

que parece esperar a primavera.



Entre as linhas abafadas

do meu leve cachecol

sincronizo expirações de silêncio

com os passos que ressoam como tons...



Não terei talvez o máximo dos sonhos

ou –quem sabe- pouca coisa restará:

das loucuras que queríamos conosco

e das luas visitadas nos lençóis...



Mas eu sei que tua ausência traz a espera

e que a falta nos seduz como um anzol...

Sei das noites e da insônia e da magia

como louca que pretende todo o amor.

Se te espero não te aguardo apenas sinto,

como pássaro que sabe onde está o Sol...

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 380 vezesFale com o autor