Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
230 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58162 )
Cartas ( 21211)
Contos (12859)
Cordel (10239)
Crônicas (22095)
Discursos (3147)
Ensaios - (9230)
Erótico (13453)
Frases (45309)
Humor (18940)
Infantil (4163)
Infanto Juvenil (3236)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138722)
Redação (2997)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5254)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->RÉQUIEM PARA UM ESTADO DEPRESSIVO -- 05/06/2007 - 11:56 (Orlando Batista dos Santos) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Feito Pã às avessas, corro

Rumo ao ocaso de mim.

Sem meu fetiche

Não quero dia com sol nem céu azul e nem sorriso de criança

Se já não há motivos para ser feliz.

Não quero que os espelhos me vejam

Pois eles mentem sobre mim.



Dormir é preciso.;

É preciso fugir

Feito Pã às avessas

Para longe de espelhos

Para o ocaso de mim.



Tudo emudeceu e ficou triste.;

Volta, meu fetiche

Para que o mundo saia do avesso

E torne a cantar e a sorrir.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui