Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
156 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57784 )
Cartas ( 21194)
Contos (12696)
Cordel (10211)
Crônicas (22323)
Discursos (3143)
Ensaios - (9130)
Erótico (13429)
Frases (44612)
Humor (18715)
Infantil (3977)
Infanto Juvenil (2918)
Letras de Música (5483)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138434)
Redação (2958)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1931)
Textos Religiosos/Sermões (5051)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->A SAUDADE MATADEIRA -- 03/03/2017 - 17:43 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
SAUDADE não tem maldade
mas doi na alma da gente,
quando bate de repente,
machuca sem piedade,
sem distinção de idade,
mesmo sendo passageira,
parece uma vida inteira,
aperta o peito e amassa.
PASSA O TEMPO SÓ NÃO PASSA
A SAUDADE MATADEIRA.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 69Exibido 189 vezesFale com o autor