Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
50 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59138 )

Cartas ( 21236)

Contos (13105)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46521)

Humor (19282)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138241)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Humor-->DESENCOSTE-SE DE MIM -- 03/12/2003 - 16:15 (Benedito Generoso da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. DESENCOSTE-SE DE MIM

Num ônibus bem lotado,
Um gaúcho estava em pé,
Atrás dele, encostado,
Tinha um machão de má fé,
Esfregando em seu traseiro;
Era negrão e mineiro,
Só queria um cafuné.

Disse o gaúcho: - O que é
Que você está fazendo
Com este cacete duro,
Na minha bunda batendo?!
-Perdão, não sei o que fiz,
Disse o mineiro: - Eu não quis
Cometer um ato horrendo.

O gaúcho foi dizendo:
- Se você não quer peleja,
Desencoste-se de mim
E vá rezar numa igreja,
Porque eu estou a fim
De um cacete de marfim
Do bofe que me deseja.

BENEDITO GENEROSO DA COSTA.







Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 101Exibido 862 vezesFale com o autor