Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
48 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59060 )

Cartas ( 21235)

Contos (13083)

Cordel (10287)

Crônicas (22190)

Discursos (3163)

Ensaios - (9412)

Erótico (13484)

Frases (46422)

Humor (19255)

Infantil (4425)

Infanto Juvenil (3685)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138173)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5503)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->ENXURRADA DE AMOR -- 10/05/2007 - 17:40 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.



ENXURRADA DE AMOR

Silva Filho







Depois da inundação que tu causaste

Confesso - não há chaves nem gavetas

Somente muitas letras sob as tetas

E a senha como antes tu gravaste.



Senti a enxurrada nos meus pés

E os beijos já passavam da cintura

Algumas entrelinhas na gravura

Deixaram-me refém no teu convés.



Lareira do amor... fomos buscar

A fim de aquecermos os sentidos

Razão não encontramos pra voltar.



Tua roupa em farrapos (desatino!)

Não teve um só rasgo na enxurrada

Mas sim na investida dum felino.





/aasf/





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 396 vezesFale com o autor