Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
98 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57016 )
Cartas ( 21168)
Contos (12612)
Cordel (10074)
Crônicas (22188)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13394)
Frases (43614)
Humor (18448)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2678)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138224)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4848)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Como Morcego Indiscreto -- 08/05/2007 - 00:33 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
COMO MORCEGO INDISCRETO



Como morcego que voa

visito teus aposentos.

Sou o único mamífero

que consegue voar:

ao contrário do que pensam

eu jamais faria mal...



Consigo me converter

como quando era pequena

em que bem virava fada

ou bruxa – até sereia...



Desta vez sou pequena:

sou estranha,colaboro

com nossa mãe natureza :

auxilio a preservar

-segundo dizem-

ecossistemas.



Deve ser o teu sistema

de macho da espécie humana

-naquela onde reinas tu

e me executas donzela...

Deve ser meu eco humano

onde nos vemos e amamos...



Morcego da Califórnia...

-um belo truque de bruxa-

e visito teu quarto escuro,

arraso tendas e muros,

assusto loiras, morenas-

e no teu sonho de amante

nós dois fazemos poemas...

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 310 vezesFale com o autor