Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
63 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59061 )

Cartas ( 21235)

Contos (13084)

Cordel (10287)

Crônicas (22192)

Discursos (3163)

Ensaios - (9412)

Erótico (13484)

Frases (46426)

Humor (19256)

Infantil (4428)

Infanto Juvenil (3686)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138178)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5503)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->PEDRAS E ESPINHOS -- 29/03/2007 - 17:34 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131445925090288800




PEDRAS E ESPINHOS

Silva Filho









Enigmas... somente enigmas, pontilhando caminhos

Nem mesmo as pedras são óbices contundentes

O frio e o calor até parecem complacentes

Também não incomoda a presença de espinhos.



Decifrar o tal enigma é questão de vida ou morte

É direita ou esquerda dentro da encruzilhada

É pagar um alto preço pela decisão errada

Entre brumas condensadas – a procura de um norte.



É vôo cego duma ave ao fugir do predador

É a lava escorrendo no caminho da cidade

É a falta duma Musa pra qualquer um trovador.



É um nó que não desata e muito menos segura

É sentença decorrente do efeito da maldade

Se for mesmo solidão – é um mal que não tem cura.



/aasf/













Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 395 vezesFale com o autor