Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
146 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57768 )
Cartas ( 21192)
Contos (12690)
Cordel (10207)
Crônicas (22323)
Discursos (3143)
Ensaios - (9126)
Erótico (13427)
Frases (44580)
Humor (18707)
Infantil (3974)
Infanto Juvenil (2913)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138416)
Redação (2956)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5043)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Nossos Sonhos -- 11/03/2007 - 03:18 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Nossos sonhos



Para não dizer jamais,

temos sonhos.



Eles incrustam-se nas costas

e convertem-se em asas.

Com o tempo,brilham e ficam fortes

e embora a realidade

não lhes pertença

chamam-na de madrinha

e a executam.



Com balas de ilusão e de mentiras.

Mentiras oxigenadas que nos trazem à vida.

Depois recolhem a coerência moribunda.

E envelhecem.

Impossível continuar a existir!

Desculpam-se conosco:

alguns cruzam o muro, revivem a velha,

e fazem-se reais como pedras.



Então, restam-nos os outros.

Os sonhos que nos mostram o impossível.

Esses são senhores -de capa e espada.

Rodeados de fadas

cumprimentam a Verdade

seduzindo-a até a Morte!

Esses sim,

vivem para sempre.



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 355 vezesFale com o autor