Usina de Letras
Usina de Letras
33 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59251 )

Cartas ( 21241)

Contos (13136)

Cordel (10297)

Crônicas (22220)

Discursos (3164)

Ensaios - (9458)

Erótico (13486)

Frases (46689)

Humor (19309)

Infantil (4486)

Infanto Juvenil (3780)

Letras de Música (5482)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138398)

Redação (3058)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5558)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Humor-->O DEDÓGRAFO - Ruben Barcellos de Mello -- 10/11/2003 - 19:48 (Leinecy Pereira Dorneles) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Ernesto já nasceu sargento e sempre o será.
Como sargenteante do NPOR/3 R C MEC, solicitou a um dos seus auxiliares que batesse uma parte. Estando este abarrotado com oserviço diário, resolveu ele mesmo datilografar o documento. Colocou o papel na máquina, nivelou a folha e ia sapecar um Ministério do Exército, como cabeçalho. Dedógrafo dos mais dedicados, logo na primeira letra, a "M", saiu um sonoro "P". Ernesto afrouxou o papel, apagou o intrometido "P" e recomeçou o trabalho. Olhou bem o teclado e sentou o dedo no "M". Olhou e lá estava ele, gordo e são de lombo, o maldito "P". Desconfiado, chamou o titular da cadeira e ordenou: " Bate aí, Ministério do Exército", cabo Ximendes.
O cabo, imediata e corretamenter cumpriu a ordem - " Ministério do Exército".
- "Esta dispensado, cabo."
E sentou à mesa, disposto a levar a parte até o fim.
As próximas palavras eram " Comando Militar do Sul", E saiu, "Rghshlg Erurewq so Hjç" De longe, bem longe, Ximendes se retorcia de rir.
Havia trocado as teclas de lugar."
Ruben Barcellos de Mello-Bagé/RS
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui