Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
168 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58689 )
Cartas ( 21227)
Contos (13015)
Cordel (10258)
Crônicas (22153)
Discursos (3159)
Ensaios - (9336)
Erótico (13466)
Frases (45895)
Humor (19093)
Infantil (4325)
Infanto Juvenil (3497)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1335)
Poesias (137807)
Redação (3032)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2423)
Textos Jurídicos (1942)
Textos Religiosos/Sermões (5392)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->hoje é dia de poesia -- 04/02/2007 - 10:10 (gisele leite) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

fiz essa poesia para você

especialmente mas não especificamente

você que está me lendo agora

com olhos apertados, com olhos incrédulos

com olhos esperançosos

não interessa os olhos

apesar de serem as janelas da alma

mas a alma se ventila

por todos os poros da imaginação

por todos os caminhos que me levam ao hoje



porque hoje é dia de poesia



e, fiz essa poesia para você

que é única e rara,

que é bruta e delicada

que é humana e visceral

que queima feito brasa,

e enrijece feito pedra

esculpida por sua história

por suas palavras

e abandona o corpo numa trova



fiz essa poesia para você

pois sem você a poesia ficaria sem graça

sem sal,

sem cor,

sem os apelos inenarráveis

que nos enredam a lê-la

a devorá-la

a colocá-la diante de nós,

no dia-a-dia,

nas ruas sujas,

nas lamas das chuvas,

nas areias da praia ou

de um deserto.



fiz essa poesia para você

porque sem você

seria um deserto sem beleza,

sem meditação.

não haveria a esperança do oásis,

não haveria a tristeza de um dia,

que se segue ao outro dia,

e nos faz sentir

que hoje é dia de poesia

e você é a pessoa a quem

quero contaminar.



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 368 vezesFale com o autor