Usina de Letras
Usina de Letras
18 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61949 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10254)

Erótico (13559)

Frases (50353)

Humor (19993)

Infantil (5387)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140710)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Erotico-->Como quero meu homem. -- 23/02/2004 - 14:18 (Aline Dremir) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Como quero meu homem.

Meu homem deve ser macho
Um homem literalmente
Aquele de agá maiúsculo
Que sempre está presente
E saiba me dominar
É desse que vou gostar
E me entregar docemente.

Gosto de receber flores
E presentinhos banais
Gosto que me abra à porta
Como um cavalheiro faz,
Mas na hora do amor
Só me amar com fervor
Mostrando ser eficaz.

O homem deve ser fera
Pra me dar muito prazer
Eu quero provar de tudo
Em tudo que vou fazer
Sem nenhuma restrição
Tem que ter muito tesão
Pra nos meus braços morrer.

Precisa me devorar
Me beber avidamente
Ser amante precioso
Ativo e muito quente
Me mostrar o paraíso
Me dar tudo que preciso
E ser na cama indecente.

Tem que mapear meu corpo
Com língua, boca e mão
Despertar meus gemidos
Disparar meu coração
Me deixar mole e feliz
Como uma meretriz
Nos prazeres da paixão.

Me tratar como mulher
Às vezes como criança
Me colocar no seu colo
Me cobrir de esperança
Me tratar feito princesa
Me dar sempre a certeza
Me convidar pruma dança.

Tem que ser firme comigo
Nem precisa ser fiel,
Mas quando tiver comigo
Me dar o sétimo céu
Tem que me deixar cansada
Dolente e muito amada
Na boca o gosto de mel.

Estar sempre preparado
Pra responder meu chamado
Me amar quando eu quiser
E quando quiser ser amado
Ser marinheiro de cais
Mostrar do que é capaz
No meu prazer dedicado.

Me deixar quase maluca
Nos orgasmos colossais
Embriagada de amor
Em transas sensacionais
Ser sempre macho completo
Para ser meu predileto
E nunca falhar jamais.

Depois sentir minha força
Meu carinho especial
Quase morrer de prazer
Nesse meu fogo letal
Ter em mim a recompensa
Na felicidade imensa
Por ter a mulher fatal.

Aline Dremir
23/02/2004
alinedremir@bol.com.br







Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui