Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
100 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59051 )

Cartas ( 21235)

Contos (13079)

Cordel (10287)

Crônicas (22189)

Discursos (3163)

Ensaios - (9406)

Erótico (13483)

Frases (46405)

Humor (19251)

Infantil (4424)

Infanto Juvenil (3679)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138156)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5502)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->DEVANEIOS -- 17/12/2006 - 12:52 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.



DEVANEIOS

Silva Filho







Qual espectro adejando no meu sonho

Desvelou-se u’a encantadora Musa

Meus desejos transbordaram a eclusa

E o vulto, imortal, ficou risonho.



Devaneios em cascata são normais

Nessa vida de visões e pensamentos

Em etapas rotuladas de momentos

Ambientes e presenças virtuais.



As palavras têm efeitos pertinentes

Quando tentam decifrar esses mistérios

No contexto de poemas reticentes.



O silêncio com seus ecos estridentes

Deixa rastros como sendo reverbérios

De vontades que estão subjacentes.



/aasf/















Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 401 vezesFale com o autor