Usina de Letras
Usina de Letras
58 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59266 )

Cartas ( 21241)

Contos (13145)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9460)

Erótico (13486)

Frases (46705)

Humor (19310)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138412)

Redação (3058)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5562)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->CHICO XAVIER -- 17/11/2006 - 23:18 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Amigo do peito,da mão estendida,

nas horas incertas,afagos na certa,

conselhos úteis de forma entendida.



Amigo que não sou digno de ser amigo,

do ombro disponível,sem hora marcada,

em que,nas turbulências da vida,me abrigo.



Feixe de luz que me mostra o caminho,

revérbero visível,indicando saídas,

oásis límpido que não me deixa sozinho.



Amigo de pronto,que na dor evita o pranto,

sorriso perene,luzente e demais confortante,

que olha na alma purificando-a de encanto.



Amigo que amo,inapreciavelmente gratificado,

espelho que miro,caminho encontrado que sigo,

Deus lhe pague pela amizade,meu muito obrigado.



Livro: REVERSOS

Editora CEPE-1993



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 483 vezesFale com o autor