Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
63 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57117 )
Cartas ( 21170)
Contos (12604)
Cordel (10093)
Crônicas (22214)
Discursos (3137)
Ensaios - (9018)
Erótico (13404)
Frases (43784)
Humor (18496)
Infantil (3794)
Infanto Juvenil (2721)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138320)
Redação (2927)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2402)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4898)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->AO JOSÉ GUIMARÃES MACHADO. É JUSTO O QUE SE PAGA -- 18/07/2003 - 13:44 (ANTICRISTO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Li o seu texto: "Pagar para escrever?" Uma excelente lição para todos nós. Nesse espaço de escritores, escrotores e escretores, sinto-me privilegiado por poder escrever e divulgar sem pagar. Ainda não sou um pagante, porque escrevo pouco, não tendo muito tempo para isso. Mas é justo pagar e, para quem se dedica um pouco mais a escrever e aproveitar tudo que a Usina tem, essa quantia que se paga não é nada demais. Nunca achei injusto o Waldomiro cobrar. Ele criou um espaço literário excelente, com liberdade para se escrever e até escretar letras, o que alguns fazem por aí; por isso, merece ganhar. É verdade que nós que somos antigos podemos publicar sem pagar, e quem entrar agora tem que ser pagante. Talvez ele ache que o espaço já esteja cheio demais, sendo melhor que não entre mais gente sem pagar. Não lhe tiro a razão. Quando eu estiver com um pouco mais de tempo, irei até pagar também, para poder aproveitar tudo o site oferece. Anticristo 2000
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui