Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
161 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58167 )
Cartas ( 21211)
Contos (12861)
Cordel (10239)
Crônicas (22096)
Discursos (3147)
Ensaios - (9230)
Erótico (13453)
Frases (45314)
Humor (18942)
Infantil (4167)
Infanto Juvenil (3240)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138726)
Redação (2997)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5256)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Rochinha das Queimadas e o embargo infringente -- 03/10/2013 - 10:07 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Rochinha das Queimadas

( o Gavião Cantador)

 

A VERDADEIRA HISTÓRIA DA VIDA AVENTUROSA DO EMBARGO INFRINGENTE

 

O menino Infringentinho

Era um menino indecente,

Roubava prata de cego

E remédio de doente,

Mentia com segurança

E ria trincando os dentes,

Nunca sabia de nada,

Se fazia de inocente.

 

Depois que ficou rapaz,

Infringente se perdeu,

Tomava muita cachaça

E até adoeceu,

Queria uma profissão

E ao diabo se vendeu,

Fez acordo com o capeta,

Deputado se elegeu.

 

Se deu muito bem na vida

E logo enriqueceu,

Das aventuras passadas,

Ele nunca se esqueceu,

Mas roubava com cuidado,

Nunca ninguém percebeu,

E o seu maior amigo

Se chamava Zé Bedeu.

 

Não era muito estudado,

Mas era inteligente,

Toda vez que apertado,

Saía pela tangente,

Por artimanhas ganhou

Um nome proeminente,

Um nome largo e pomposo:

É o Embargo Infringente.

 

Com Embargo ninguém pode,

De tudo ele é capaz,

Tudo que o diabo manda,

Muito ligeiro ele faz,

Nunca perde uma peleja

E não vai perder jamais,

Ele é invencível mesmo

Falando nos tribunais.

 

Doutor,  Embargo Infringente

É um pau pra toda obra,

Ele faz qualquer serviço,

Mas por tudo ele cobra,

O cara fica com tanto,

Ele fica com a sobra,

Tudo vai acumulando,

Sua fortuna redobra.

 

O Brasil tá dominado,

Mas não tem tristeza, não;

A vida melhor do mundo

É a vida de ladrão,

Pode roubar sossegado,

Passear de avião,

Pois o Embargo Infringente

Lhe segura com a mão.

 

 

 

Rochinha das Queimadas

(o Gavião Cantador)

 

Mote: Eu sou o embargo infringente

Que ajudou Zé Dirceu.

 

Sou veneno estricnina,

Vidro moído com breu,

Sou Zé Pilintra de fogo,

Sou um sacerdote ateu,

Sou catapora e sarampo,

Sou o próprio Zebedeu:

Eu sou o embargo infringente

Que ajudou Zé Dirceu.

 

Sou o safado famoso

Que no lodaçal cresceu,

O bandido façanhudo

Que à justiça venceu,

Sou o pai dos salafrários,

Coice que o jumento deu:

Eu sou o embargo infringente

Que ajudou Zé Dirceu.

 

Sou urso pé de veludo

Que escondido comeu,

Engabelando os otários,

A grande pança encheu,

E foi muito engraçado,

Quase ninguém entendeu:

Eu sou o embargo infringente

Que ajudou Zé Dirceu.

 

Sou bicho de sete capas,

Nunca ninguém me venceu,

Quando atiro é morte certa,

Quem duvidou se fodeu,

Eu dou as cartas de cima,

Quem apostar já perdeu:

Eu sou o embargo infringente

Que ajudou Zé Dirceu.

 

Não tem lero nem tem melo,

Quem manda lá só sou eu,

Eu sou a besta fubana,

Maldição de Samodeu,

Vou ser rei desse Brasil,

O diabo já prometeu:

Eu sou o embargo infringente

Que ajudou Zé Dirceu.

 

 

Leia o último livro de Olavo de Carvalho

“O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota”

 

Leia os textos de Félix Maier acessando:

Mídia Sem Máscara - http://www.midiasemmascara.org/  

Piracema - Nadando contra a corrente (textos mais antigos) - http://felixmaier.blogspot.com/

Piracema II - Nadando contra a corrente (textos mais recentes) – http://felixmaier1950.blogspot.com/

  

Leia as últimas postagens de Félix Maier em Usina de Letras clicando em

http://www.usinadeletras.com.br/exibelotextoautor.php?user=FSFVIGHM

 

Para conhecer a história do terrorismo  no Brasil, acesse 

http://wikiterrorismobrasil.blogspot.com.br/

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui