Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
95 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57369 )
Cartas ( 21181)
Contos (12598)
Cordel (10136)
Crônicas (22252)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44123)
Humor (18580)
Infantil (3845)
Infanto Juvenil (2800)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138537)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4943)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->AS SUPERSTIÇÕES DO POVO -- 06/04/2013 - 22:49 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

AS SUPERSTIÇÕES DO POVO

SUPERSTIÇÃO
é um tipo
de crendice popular,
que a humanidade ouviu
e ajudou a passar
de uma a outra geração,
mesmo sem comprovação,
não deixe de acreditar.

Quem um dia não criou
na sua imaginação
uma espécie de crendice
chamada SUPERSTIÇÃO,
para poder se valer
e com isso resolver
qualquer uma pretensão ?

Mostrar BEBÊ num espelho,
DIZEM QUE CUSTA A FALAR,
e quem acredita nessa
SUPERSTIÇÃO popular,
deve usar de segurança,
não deixar sua criança
num espelho se olhar.

Se a ORELHA esquerda queima
e a direita também,
a esquerda é sinal de mal,
direita, anúncio de bem,
não bote alguém nesse jogo
para não ver pegar fogo
as orelhas de ninguém !

Pra se livrar de inveja,
olho gordo ou mau olhado,
SAL GROSSO num copo d’água
pode ser utilizado,
e de ARRUDA basta um galho,
ou um chicote de ALHO
num armador pendurado.

Apesar de existir gente
que faz da SUPERSTIÇÃO
mentira, medo e conversa,
estória de aparição...
hiperboliza os eventos
e faz desses elementos
comercialização.

Cordel com 72 estrofes de minha autoria e do poeta Daudeth Bandeira.
 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 66Exibido 454 vezesFale com o autor