Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
132 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59040 )

Cartas ( 21234)

Contos (13081)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9402)

Erótico (13483)

Frases (46385)

Humor (19249)

Infantil (4423)

Infanto Juvenil (3673)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138140)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1944)

Textos Religiosos/Sermões (5495)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->BRASIL EXANGUE -- 28/09/2006 - 07:58 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.





BRASIL EXANGUE

Silva Filho







Ó Brasil, se tu te calas

Com tamanha roubalheira

O teu Hino desafina

Perde cor tua Bandeira.;

Com o teu sangue sugado

Em coma, ficas prostrado

Sem valor, eira nem beira.



Tua flora não tem vida

Tua fauna tem vergonha

O teu céu escurecido

Traz u’a tristeza medonha.;

Com o teu ar rarefeito

Sucumbimos ao defeito

Que cresceu como peçonha.



Quando roubam teu erário

Roubam o suor da gente

Roubam sim, a boa-fé

De quem vive no batente.;

Inda pedem muita calma

Despojando nossa alma

Que vai tombando silente.



E nós ficamos inertes

Qual covardes desvalidos

“Se quem sabe faz a hora”

Não estamos convencidos.;

Não temos caras pintadas

Nem bordunas adequadas

Pra conter os atrevidos.



/aasf/



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 329 vezesFale com o autor