Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
77 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57374 )
Cartas ( 21181)
Contos (12603)
Cordel (10137)
Crônicas (22256)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44128)
Humor (18584)
Infantil (3845)
Infanto Juvenil (2801)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138541)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4944)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Primavera lá fora -- 23/09/2006 - 13:20 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Saltam trincos verdes de folhas nascentes

e as árvores abrem os olhos e apertam o sol, entre galhos

como se fossem dar seio à luz da manhã.



Fico na linha de extremos rasgando os objetos, as coisas

que fitam meu ser com impávida quietude

e o tentam roubar no guardado do escuro.



Penumbra de óculos, filtro de sol-

não posso deixar tanta luz invadir a retina

-eu uso cortinas e amparo esta dor!



Quero a esperança do novo,

não tenho terríveis questões, não sou infeliz-

não peço clemência nem choro:

não hoje, não aqui.



Abraço a existência com força de aprendiz

fazendo de conta que ontem nasci

- as dúvidas cruéis atravessam a alma,

dialética , vida : criança esquecida na beira da estrada

assim me sugiro e me rendo à pergunta...



Qual é esta dor? A dor desse amor, que não vem?

A dor do presente constante e violento, o agora?

A dor das pessoas que moram, que sentem que levam à beira da pele

como se fosse um jogo dedicado à Primavera, possível e certo

rifar seu coração..?







Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui