Usina de Letras
Usina de Letras
15 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61956 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10258)

Erótico (13560)

Frases (50363)

Humor (19994)

Infantil (5388)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140713)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Erotico-->Meu desejo de amar -- 22/11/2001 - 12:15 (Alex de Sousa) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Mulher
A personificação do desejo
Ser que provoca e atordoa
Que nos leva do paraíso ao inferno de ama-la

Te quero como jamais desejei outra pessoa
O ardor de seu corpo
A malícia de sua boca
O cheiro afrodisíaco que emana de ti
O olhar que anseia por sua presa

Desejo-te por toda vida
Não só por alguns instantes
Te amo e te anseio

Tenho vontade de:
Beijá-la
Sugar seu paladar
Morder seus lábios
Sem prudência e pudor
A inocência do lado de fora
O fogo aqui dentro
Sentir minhas mãos passearem pelo seu corpo
Seus seios excitados em contato com minha pele
A dor de suas unhas cravadas em mim
A ginga do seu corpo sobre o meu
Morde-lhe a orelha
Cheirar o seu pescoço
Beijar, lamber, morder sua perna
Indo na direção do clímax
Sentir o gosto do seu sexo
Penetrar seu libido
Entregar-me ao gozo dos amantes
Te Ter só pra mim

Meu amor
Deita-se ao meu lado
Deixa-me te dar carinho
A proteção do passado
Sou o mesmo, ainda que disfarçado
O meu verdadeiro alento não é a ardente paixão
E sim o puro amor
Poderia torna-me um rude
Mas só consigo te amar

O desespero toma conta de mim
Vejo-te partindo, saindo do meu alcance
Apesar de nunca Ter sido minha
Sinto-me como sendo seu
O passado não mais existe
Sinto saudades daquela alegria de viver
Do simples desejo de te ver
Abraçados com a alma

Chorei e ainda choro
Não me trate mal
Não suporto a sua indiferença
O seu descaso, as suas brincadeiras
Já não basta o castigo que me foi imposto
De levar por toda vida esse amor não correspondido
Tenha piedade de mim

Remorso não existe
Culpo-me por não ter feito o correto ainda antes
Quem ama não se arrepende
Se penitencia pela falta de coragem

Meu amor não se vá
Fique aqui comigo
Pelo menos ao meu lado
Sem agressões verbais
Só com o carinho
Só com a esperança


Um só medo invade minha alma
O medo de te perder para sempre.

Alex de Sousa
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui