Usina de Letras
Usina de Letras
21 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61949 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10254)

Erótico (13559)

Frases (50353)

Humor (19993)

Infantil (5387)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140710)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->Solidão desesperada. -- 17/09/2002 - 20:58 (Aline Dremir) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Solidão desesperada.





Solidão desesperada

Descampada

determinada

Penso tanto em ti

Suponho-te aqui

Quero carinho

Afeição, estou isolada.

Sou árvore sem sombra

Uma sombra sem nada.



O Vento sopra

No céu carregado

andorinhas voam tranqüilas,

Eu busco a felicidade

Brisas são sonhos

Onde andas meu amado?

Pesadelo medonho

É forte a tua ausência

Pode expor minha infelicidade.



Quero os braços da saudade

Carícias profundas

Sinto-me nua no mundo

Meus cabelos flutuam

Teu amor é bruto

Preciso lapidá-lo

É raro com diamante

Mas brilha tanto em mim.



Só o vento me violenta

Meu gozo segue correntes

Tanta volúpia na sombra

Fico nua a ermo

Exposta as brutas brisas

Sinto o calor do sol

E gozo adormecida.





Aline Dremir.



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui